Uma marca humanizada faz toda a diferença nas suas vendas

A Humanização vai além das redes sociais e do rosto de alguém sempre presente, por isso entenda melhor sobre a estratégia e a importância de aplicá-la na sua empresa.

 

Um dos pilares essenciais que estruturam uma marca de pequeno a médio porte é a excelência em cada ponto de contato entre o cliente e a empresa. E você sabia que, mesmo virtualmente, você precisa se preocupar com esta questão?! 

 

Pois bem, vamos por partes! Se você não sabe nada sobre humanização de marca, vamos te explicar melhor!

 

O assunto sobre humanização ficou em alta nos últimos tempos, e já era de se esperar, pois com o progresso da tecnologia e muitas lojas virtuais surgindo, foi um aspecto que perdeu um pouco de sua força. Mas felizmente os empreendedores sentiram a necessidade de, alguma forma, reintegrar a humanização na sua comunicação – seja por um novo olhar intuitivo para o assunto ou pressão dos próprios consumidores. 

 

Afinal, o mundo web trouxe mais espaço de opinião e poder aos consumidores, o que é ótimo para melhorar o desenvolvimento dos processos de uma empresa e melhorá-la constantemente.

 

Mas, afinal, o que é humanização? 

 

Como todos sugerem na internet, a humanização envolve sim a figura de uma pessoa representante da marca mais presente nas redes sociais daquela determinada empresa. Porém, não se resume somente a este aspecto! Isso refere-se a um perfil de rede social humanizado e não a uma marca humanizada… Por isso, podemos dizer então que uma rede social humanizada é um fragmento de uma marca humanizada! 

 

A humanização caracteriza-se em um aspecto mais pessoal, empático e com menos burocracias possível em cada etapa da jornada do consumidor na sua empresa, ou seja, tem que fazer parte da cultura organizacional para virar algo natural que todos os colaboradores implementam. A ideia é que a sua marca se torne acessível e amigável, facilitando a jornada de compra, conquistando e fidelizando os consumidores, além de ter uma habilidade maior em prospectar novos clientes. 

 

Não é porque sua empresa é digital, que ela deve ser impessoal e robótica. Mais adiante vamos falar como que isso se consolida na prática!

 

Humanização = Empatia + Conexão

 

Segundo uma pesquisa da Infobase e Iinterativa, 57% dos entrevistados se tornariam mais fiéis a marcas humanizadas! Isso acontece porque o ser humano naturalmente ama (mesmo que inconscientemente) ter conexão com pessoas e você só conseguirá isso através da empatia. 

 

Considerando a tradução literal de empatia, significa: colocar-se no lugar de outra pessoa. E é justamente isso que você deve fazer com os seus consumidores em cada etapa da comunicação deles com a sua empresa, ou seja, coloque-se no lugar do seu cliente e avalie criticamente todos os pontos de contato que ele passa com a sua marca. 

 

Você gostaria de um atendimento igual ao seu? Sentiu falta de alguma informação importante na sua vitrine? Ela está clara e objetiva o suficiente?! 

 

Gostaria de um pós-vendas como o seu? Compraria de novo numa loja virtual igual a sua?!

 

E aí, qual foi o resultado? Sua marca está mais para algo impessoal e robótico ou acessível e amigável?! 

 

Pense sempre nas máximas: sua empresa deve ser acessível, desburocratizada e amigável para conseguir ser uma marca bem humanizada estruturalmente! Colocando sempre esses pilares como prioridade na hora de reavaliar sua empresa, estará no caminho certo. 

 

O que você ganha com uma Marca Humanizada?

 

Bem, já falamos no início sobre o pacote de ganho como um todo, que engloba uma jornada de compra mais facilitada, consumidores mais satisfeitos e fiéis, e claro, uma prospecção mais leve. Mas vamos ver os ganhos secundários um por um:  

 

  1. O preço fica em segundo plano para o consumidor

Em uma marca humanizada, o preço não fica mais em primeiro plano, pois o bom atendimento e atenção da empresa com o consumidor importa muito mais do que o preço! Começa a valer mais a pena investir nos valores da marca ou causas que ela defende (pois agora a sustentabilidade também possui mais relevância) do que procurar por preços mais baixos que demandam mais tempo ou coragem de enfrentar uma empresa com SAC desestabilizado. O que deixa o preço descentralizado na hora de decidir a compra! 

 

Veja bem, isso não quer dizer que o seu produto não precisa ter qualidade, pois senão você capta o cliente genuinamente mas não fideliza ele por não cumprir um requisito básico. Mas entende que o atendimento e os detalhes são o que fazem muita diferença?!

 

  1. Aumento da fidelidade dos clientes

Isso é uma consequência praticamente certa das marcas humanizadas – tirando algumas variáveis quando envolve a qualidade, citada no final do tópico anterior, por exemplo. Mas o cliente que se encanta com o atendimento e empatia de uma marca, se torna muito mais fiel e lembra-se sempre de quem procurar quando precisa, além de também indicá-la para pessoas conhecidas fazendo uma propaganda genuína. 

 

Isso ocorre porque o atendimento é tão solícito, o suporte é tão empático e a atenção é tão preocupada com o consumidor, que não existe motivo para ele não ser fiel à empresa!

 

  1. Maior conhecimento sobre o seu público-alvo

A humanização requer uma conexão e um contato muito mais próximo com o consumir, o que traz algo muito valioso para a sua empresa: o conhecimento mais afundo sobre o seu público! E sabe por que isso é maravilhoso? Porque assim você consegue criar estratégias muito mais assertivas em todas as áreas! 

 

Conhecendo bem e criando conexão com o seu público, você pode aprimorar a fórmula de um produto, melhorar a embalagem dele, produzir conteúdos mais assertivos nas redes sociais, escolher mimos melhores na hora de presentear um cliente, entender melhor as necessidades dele ou fazer as promoções certas. E olha que isso é só uma pontinha de tudo que você consegue desfrutar de uma relação saudável e empática entre marca-cliente.

 

  1. Aumento da taxa de conversão

Falar de conversão é um pouco difícil porque envolve diversos aspectos, como um comercial bem estruturado, uma boa promessa e um bom produto, por exemplo. Mas a humanização ajuda muito na hora de converter aquele cliente que veio de anúncios ou já acompanha a sua marca e “decidiu experimentar”, pois você cativa ele no primeiro contato que possuem ou através de conteúdos de valor, dependendo de onde ele veio. 

 

  1. Torna-se uma inspiração

Nada é mais gratificante do que ser inspiração no mundo! E como explicamos, uma marca humanizada se pauta na empatia, no ato de se colocar no lugar do consumidor e ser compreensivo com as necessidades, preocupações e desafios dele. Com isso, todos que tiverem contato com a sua marca ficarão extremamente satisfeitos e inspirados por ela, e aposto que é exatamente esse o sentimento que você quer passar com a sua empresa! 

 

E vamos para a prática…

 

Já vamos avisar! Você não consegue tornar a sua marca de uma hora para outra extremamente humanizada! É algo que se constrói aos poucos e pode se tornar uma longa jornada, mas você chega lá. 

 

Coisas básicas para você ir pensando: tenha uma promessa clara do seu produto, estruture muito bem o seu e-commerce, faça um ótimo pós-vendas, se preocupe com a embalagem e transporte dos seus produtos, atente-se à assistência ao consumidor, e por aí vai… 

 

Você pode consolidar tudo isso com algumas ações:

 

  • Faça uma pesquisa de mercado para entender seu público-alvo;
  • Invista na produção de conteúdo nas redes sociais, por lá você já consegue 70% da conexão que precisa com sua audiência;
  • Estruture muito bem a vitrine do seu e-commerce, com informações relevantes;
  • Dê uma assistência amigável aos futuros clientes, respondendo sempre de forma simpática e clara, e procurando sempre entender as necessidades e problemas que o consumidor venha a ter;
  • Não negligencie o pós-venda! Após a venda, a Vendizap direciona a comunicação entre você e o cliente para o WhatsApp, uma ótima ferramenta atual para realizar o pós-venda;
  • Problemas: fazemos de tudo para não passar por eles, mas às vezes acontece! O cliente teve problemas, como atraso na entrega, erro no pedido ou defeito no produto? Não descanse até resolvê-lo. 

 

Torne a sua marca um lugar prazeroso de consumir! 

 

O importante é você lembrar sempre que: a empatia leva à acessibilidade, acessibilidade permite conexão e conexão traz humanização!

 

Gostou do conteúdo? 

 

Está esperando o que para implementar tudo isso na sua empresa?! 

 

Compartilhe com outro empreendedor que nós também podemos ajudar!